• Simova

GESTÃO DO AGRONEGÓCIO: 3 DICAS PARA MELHORAR SUA PERFORMANCE COMO GESTOR

Atualizado: 3 de Jul de 2019

Não há dúvidas de que o funcionamento sustentável de um negócio está diretamente relacionado à forma como seus gestores administram os recursos e lidam com as dificuldades cotidianas. No ramo da gestão do agronegócio, isso não é diferente.


O setor tem se destacado e impulsionado a economia do país, principalmente com a adoção de novas tecnologias capazes de reduzir os custos e de aumentar a produtividade rural.

Neste artigo, você vai conhecer três dicas para realizar uma gestão do agronegócio de forma eficiente. Acompanhe!





Gestão do agronegócio e sua importância


Muito além de conhecer técnicas de plantio, o negócio rural demanda uma boa gestão para usar, da melhor forma, recursos, equipamentos e pessoas.


A gestão do agronegócio é responsável por dar uma visão estratégica dos negócios e propor decisões eficientes, de modo a melhorar o posicionamento da empresa no mercado. A atividade é cada vez mais importante, uma vez que é uma necessidade agregar mais valor ao negócio para manter a competitividade no mercado.


O acompanhamento e monitoramento de indicadores é indispensável para uma boa gestão do agronegócio. Entre esses indicadores, podemos citar:

  1. custos dos insumos e aplicação de defensivos;

  2. horas trabalhadas das equipes e dos equipamentos;

  3. informações de produtividade de cada plantio;

  4. acompanhamento de datas e prazos;

  5. planejamento das tarefas que devem ser feitas e quais demandas devem ser atendidas, como insumos para o planejamento da safra, entre outros.

É fundamental compreender os dados do negócio para que as informações possam ser usadas de forma direcionada e seja possível agir para mudar ou aperfeiçoar os resultados.


3 dicas para a gestão do agronegócio 


Não é incomum que produtores rurais, mesmo cientes da necessidade de uma boa administração, desconheçam o efeito da gestão do agronegócio. Também não é raro que eles acabem aplicando estratégias ineficazes.


A seguir, confira três dicas para praticar uma gestão do agronegócio eficiente. Fique atento!


1. Mantenha atualizado os dados e monitore constantemente


“O que não é medido, não é gerenciado”. O produtor rural precisa encarar o acompanhamento dos dados de sua produção como uma prática obrigatória de gestão.

Sem dados e informações precisas, fica impossível conhecer com exatidão a situação do negócio ou mesmo implementar estratégias que impulsionem a capacidade de controle da atividade rural.


Com o correto monitoramento, o gestor passa a ter acesso a diversos indicadores, como:

  1. potencial estimado de produção, podendo comparar com outros anos e assim melhorar para atingir seu pleno potencial;

  2. rendimento por hectare/planta e quanto de rendimento será obtido na produção;

  3. quanto de lucro e produtividade o negócio rural obteve em determinada safra, entre outros.

2. Alinhe o negócio com a tecnologia


A tecnologia tem sido uma grande aliada do setor agropecuário. Hoje em dia, existem diversas ferramentas de gestão que têm colaborado para aumentar produtividade, otimizar processos e simplificar tarefas cotidianas.


Atividades que eram complexas foram simplificadas com a tecnologia. O erro de muitos gestores, principalmente os pequenos produtores, é encarar a adoção de softwares ao negócio como um custo. Esta é uma ideia equivocada, pois o retorno do investimento e os resultados positivos são muito mais amplos.


Com o uso da tecnologia no agronegócio, é possível analisar os principais indicadores de produtividade em apenas alguns cliques. Além disso, é possível obter instantaneamente dados e informações sobre o que pode ser melhorado, por exemplo:

  1. eficiência e utilização da mão de obra;

  2. utilização de mecanização;

  3. taxa de uso do campo;

  4. gestão de atividades externas e equipamentos (Apontamento Eletrônico) etc.

3. Invista em treinamento


De nada adianta investir em tecnologia e estabelecer práticas de gestão se os funcionários não estão engajados nos objetivos do negócio. Por falta de treinamento dos colaboradores, boas práticas de gestão deixam de ser aplicadas ou utilizadas eficientemente.


Para maximizar e tirar o melhor proveito da tecnologia, o produtor rural precisa investir na capacitação de seu pessoal, tornando sua empresa mais rentável e aumentando a produtividade.


A gestão do agronegócio se torna uma importante prática para o bom andamento da empresa. Por meio dela, o gestor consegue identificar gargalos que estão impedindo o crescimento sustentável do negócio e, assim, melhorar sua performance.


Agora que você já está por dentro do assunto, que tal entender se, afinal, é possível fazer o acompanhamento externo de equipamento no campo?




0 visualização
  • Facebook - Simova
  • LinkedIn - Simova
  • YouTube - Simova

Av São João, 2504, Jardim das Colinas, São José dos Campos, São Paulo, Brasil, CEP 12242000