• Simova

MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA: GESTÃO DE CUSTOS DE OPERAÇÃO E EFICIÊNCIA COM APONTAMENTO ELETRÔNICO

Atualizado: 26 de Jun de 2019

A mecanização na agricultura está revolucionando a forma como o homem atua no campo. Por meio dela, as diferentes fases da produção são facilitadas. As propriedades rurais que contam com máquinas apropriadas usufruem de eficiência, como gestão de equipamentos de alto valor agregado em campo, atividades rurais e outros.


Para integrar todos os processos de produção e gerir os dados de campo, convém recorrer ao apontamento eletrônico, que torna o processo mais eficiente e com menos erros operacionais.


Neste artigo, você vai descobrir como o apontamento eletrônico pode otimizar operações no campo ao lado das melhorias propiciadas pela mecanização agrícola! Confira!





Como funciona a colheita por meio da mecanização agrícola?


Somente com a mecanização agrícola, é possível alcançar resultados expressivos em relação à agilidade e eficiência na colheita. A colheita mecanizada consiste no trabalho de retirar os produtos do campo usando máquinas colhedoras.


As atividades envolvendo a colheita mecanizada desenvolveram-se muito nos últimos anos.

É vantajoso aplicar a mecanização porque os custos com mão de obra e manter determinados tipos de operações, são altos, além da escassez de determinadas funções e da dificuldade de atualizações constantes da folha de pagamento e dos direitos trabalhistas.

Outras vantagens da colheita mecanizada são:


  1. diminuição de gastos;

  2. agilidade nas operações;

  3. aumento da eficiência;

  4. melhoria na qualidade dos produtos;

  5. mais segurança e padronização de entregável no trabalho;

  6. redução de perdas;

  7. oportunidades para melhorias contínuas, sem incidência da ação humana direta.


Como implementar uma colheita mecanizada?

A mecanização agrícola da colheita depende da cultura que será beneficiada. É importante que sejam tomadas medidas que garantam que a colheita automatizada ofereça seu pleno potencial.


É preciso limpar o talhão, removendo pedras e tocos, além de ser necessário fazer o planejamento das áreas de manobra.


Outros cuidados a tomar são:

  1. carreadores;

  2. espaçamento para o plantio;

  3. sentido da plantação;

  4. nivelamento do solo;

  5. tipo de máquina a ser utilizada no processo;

  6. custo de operacionalização;

  7. estimativa de Retorno de Investimento de uma ferramenta com alto valor agregado.


Para a colheita mecanizada, o relevo deve apresentar um limite máximo de inclinação para que as máquinas possam operar com eficiência. Para cana-de-açúcar, por exemplo, o limite de inclinação do terreno varia entre 8% e 19% de inclinação conforme os aspectos dos projetos das máquinas.


Durante a colheita, perdas qualitativas e quantitativas devem ser registradas e avaliadas com métodos eficazes. Nesse sentido, o apontamento eletrônico oferece muitas vantagens, integrando a coleta de dados de campo, tanto pela mão de obra rurícola direta, quanto na gestão do equipamento, pensando na conservação do mecanizado, e visibilidade do processo global.


Quais são as limitações do registro manual?


O boletim de campo resume-se a uma folha de papel em que o encarregado pode ou não anotar tudo que é necessário, pois, mesmo como um processo instaurado, a ação humana neste tipo de coleta de dados, abre preceito para inveracidade das informações contidas, sendo que muitas vezes, as informações registradas não condizem com a realidade dos fatos.


Se o encarregado pelo registro tiver que mexer diretamente com a terra, ele terá que fazer anotações com a mão suja. Outro problema é que nem sempre a caligrafia do encarregado é legível, o que dificulta a leitura do boletim.


Mesmo que os papéis passem pelo registro de computador, sendo necessário um retrabalho nos registros, isso leva tempo, muitas vezes mais de 20 dias para que as informações possam ser analisadas, depois disso, todas as ações necessárias de melhoria serão corretivas e não preditivas ou em tempo real.


A hora de utilização da máquina é um custo alto, numa visão gerencial que visa retorno de investimento. Cada minuto desses ativos devem estar focados na produção e melhoria de desempenho do negócio, dado ao cenário competitivo nacional e internacional. Com um boletim manual, dificilmente haverá precisão o suficiente para garantir um gerenciamento eficaz.


Quais são as vantagens do apontamento eletrônico?


Para que as operações com mecanização agrícola seja proveitosa e evitar distorções com anotações manuais ou uma não visibilidade de operações para o escritório, é válido considerar esta coleta de dados por meio eletrônico. Essa tecnologia permite precisão nas informações, melhor visibilidade e gestão em tempo real de todas as operações realizadas, inclusive pelas máquinas e mão de obra.


O apontamento eletrônico também transforma os dados coletados em informações gerenciais, facilitando a análise do trabalho e a tomada de decisões.

Tanto no cultivo quanto na colheita, a mecanização traz o benefício da operação padronizada, além de ser uma forma de otimizar as operações, fazendo mais em menor tempo e tornando-as mais eficientes.


Como vimos acima, o apontamento eletrônico é uma forma de coletar e registrar de forma verdadeira que se faz na prática nas operações de campo, tornando esse processo mais prático, eficiente e rápido.


Já trabalha com a colheita mecanizada? Compartilhe este artigo em suas redes sociais para que outros empreendedores rurais conheçam mais sobre a mecanização da colheita!




74 visualizações
  • Facebook - Simova
  • LinkedIn - Simova
  • YouTube - Simova

Av São João, 2504, Jardim das Colinas, São José dos Campos, São Paulo, Brasil, CEP 12242000