• Facebook - Simova
  • LinkedIn - Simova
  • YouTube - Simova

Av São João, 2504, Jardim das Colinas, São José dos Campos, São Paulo, Brasil, CEP 12242000

  • Simova

QUAIS AS VANTAGENS EM ADOTAR UMA AGRICULTURA DE DECISÃO EM SUA EMPRESA?

tecnologia no campo tem cada vez mais feito a diferença entre o sucesso e o fracasso dos empreendedores.


Nosso objetivo aqui, não é dizer qual tipo de agricultura é melhor, até por que a agricultura de Decisão é complementar a de Precisão, integrando tarefas e interpretando dados do campo.


Com tanta informações e possibilidades, o agricultor se perde em meio a tantas escolhas, e muitas vezes não sabe o que fazer para acompanhar a evolução digital que a cada dia fica mais presente nas operações do campo.


Para compreender melhor os conceitos, aplicações e se o caminho é adequado para seu negócio, veja o que é a agricultura de precisão. Com esta compreensão sobre seu funcionamento e benefícios, compare qual melhor agricultura se aplica em sua operação.




O que é a agricultura de precisão?


A produção agrícola depende de diversas variáveis, como as condições de clima e de espaço. Também ocorrem diferenças quanto à cultura escolhida, à região de atuação, à época do ano e assim por diante.


Para resolver os principais problemas e garantir um melhor desempenho existe a agricultura de precisão. Ela é um método de gestão que se baseia na união de vários recursos para otimizar o controle e a produção no campo. Assim, leva ao máximo aproveitamento do que está disponível.


A agricultura de precisão está associada à utilização de aparelhos e tecnologia avançada para avaliar e acompanhar de maneira precisa as condições das áreas de atividades agronômicas baseada no princípio da variabilidade do solo e clima.


Partindo da coleta de dados específicos de áreas geograficamente referenciadas, implanta-se o processo de automação agrícola, dosando-se adubos e agrotóxicos, traçando por satélite talhões e chegando a níveis extremos como contagem de vazão de água no processo de irrigação mecanizada.


Uma boa ideia de agricultura de precisão, unida a mecanização agrícola, é a aplicação que a John Deere traz aos seus tratores.


Como ela é utilizada?


Para que seja empregada ela depende de vários elementos tecnológicos, principalmente para a aquisição e análise de dados, muitas vezes associadas a aquisição de banda em satélite, o que de modo geral, tem um custo inicial elevado.


O GPS, por exemplo, tem neste caso uma margem de erro milimétrica, gera o mapeamento do talhões e áreas da fazenda com as coordenadas geográficas precisas, conectando equipamentos e a gestão, mas ainda com a debilidade de necessitar uma ferramenta integradora, e que traduza os dados em informações relevantes, com a Simova.


Em maquinas, pode trazer benefícios como:


  • Sistema de Direcionamento e Controles;

  • Monitoramento do desempenho da execução da atividade;

  • Uso para plantio durante a janela ótima do terreno.


A grande barreira dessa alternativa é o custo de implementação, pois as antenas podem custar muitos milhares de reais, e/ou equipamentos que sejam compatíveis com a implementação tecnológica.


Com isso, o empreendedor consegue realmente ter um acompanhamento de performance ímpar, com gestão de estoques, unido a aplicação de insumos, controle de progresso do plantio e integração com drones e depois gadgets implementados no agronegócio.

Junto com estas coletas de dados, o gestor tem uma cobertura 360º das operações. Com as soluções das empresas de apontamento eletrônico, cujo foco esteja na área de agronegócios, é possível reduzir a necessidade de investimentos e manter o elevado nível de efeitos positivos.


Com o desenvolvimento e aumento do acesso às tecnologias, a tendência é que haja uma automação cada vez maior das etapas necessárias.


Quais são seus benefícios?


O objetivo da Agricultura de Precisão é identificar a diversidade espacial e temporal no campo, em busca de melhorias no manejo das culturas, diminuir a contaminação dos solos e das áreas produtivas, aperfeiçoar o uso de insumos agropecuários, redução dos custos de produção e aumento de produtividade, buscando sempre a proteção do ambiente empregada da forma adequada, a agricultura de precisão oferece vantagens para os produtores. Entre as principais, estão:


Otimização da utilização dos recursos


Insumos agrícolas são caros, todos sabem disso, agora, com a precisão de aplicação destes insumos no campo, pode ser uma arma valiosa para o gestor.


Com a abordagem de precisão, os dados são utilizados para definir como cada elemento se posiciona na cadeia produtiva. Desse modo, é possível usar os itens de modo otimizado.


Atendimento necessidades específicas


Comumente, a aplicação dos insumos é feita baseada na média. Um fertilizante, por exemplo, atende a maioria das áreas, mas não todas. Como consequência, há perdas e manchas na produção.


Com a agricultura de precisão, por outro lado, é possível cumprir a essas necessidades específicas. Assim, há máximo aproveitamento de todo o espaço e de seus recursos.


Diminuição das perdas


Sem total visibilidade acerca de dados e condições, muitos produtores tomam decisões inadequadas sobre a agricultura. Com isso, as mudanças climáticas ou o uso incorreto de fertilizantes são apenas algumas questões que levam a perdas.


Como a atuação de precisão é altamente direcionada, essas situações são diminuídas e até eliminadas. Longe dos prejuízos, o desempenho é favorecido.


Aumento da produtividade e da lucratividade


Por causa desses efeitos, a atividade com viés preciso é determinante para garantir máxima produtividade e lucratividade. A produção é favorecida justamente por acontecer em condições ótimas de desempenho e segurança.


Com as soluções mencionadas, ainda é possível gerir os recursos, analisar os detalhes de processos e controlar as operações externas. Ao fugir das anotações em papel ou de planilhas, é mais fácil manter a produtividade em todos os níveis.


Como resultado, o retorno do investimento é ampliado e há um aumento nos ganhos com a atividade. Em escala ampliada, é algo que contribui para até para o desenvolvimento desse setor da economia.


A agricultura de precisão é determinante para a geração de bons resultados e ótima utilização de recursos. Com a sua aplicação correta, os produtores se beneficiam em diversos níveis.


Certo, mas e o que é a Agricultura de Decisão e porque optar por ela ao invés da Agricultura de Precisão?


Este é um conceito recente, que a Simova acabou trazendo ao mercado, com a criação de um ecossistema de informações e gestão de dados para o agronegócio, através da coleta destas informações, consequentemente geradas pelos dados provenientes de dispositivos móveis e/ou telemetria de equipamentos.


Ela é uma tecnologia acessível e abrangente, que integra em qualquer nível do negócio, e traz mudanças processuais que trazem ganhos financeiros e de produtividade.


Com utilização de ferramentas que já estão, muitas vezes, ao alcance do agricultor, a coleta de dados é feita e no mesmo momento interpretada em informações relevantes para a operação.


Voltando a ideia de telemetria, que nada mais é que a coleta dos dados da máquina, como localização GPRS, RMP e variáveis inerentes ao uso, porém, sem a ação humana direta, um apontamento eletrônico Simova, consegue tornar as atividades do maquinário em paralelo ao uso do equipamento, informações diretamente ligadas a tomadas de decisões gerenciais e planejamento global da gestão.


Saiba quem esta disponível para atividades, integre os serviços e status de equipamentos na oficina, entenda as perdas gerenciais, gerencie informações de telemetria das maquinas e muito mais, tudo isso com muito menos investimento do que a agricultura de precisão.


Para ter outras informações sobre o campo e o uso de tecnologia, assine nossa newsletter e esteja sempre por dentro! Aproveite e não deixe de conferir o site da Simova!




1 visualização