• Simova

GESTÃO DE CUSTOS: 4 PRINCIPAIS RESPONSABILIDADES DO GERENTE DE CONTROLADORIA

Atualizado: 3 de Jul de 2019

Em um mercado progressivamente concorrido, a gestão de custos tem um papel fundamental nos resultados. É por meio da otimização do uso dos recursos que o empreendimento aumenta a lucratividade e a rentabilidade, de modo a se manter competitivo e atraente financeiramente.


Como o volume de informações é cada vez maior e mais complexo, a engenharia de custos surge como uma solução adequada. Quando é implementada corretamente, pode oferecer excelentes oportunidades de controle de processos, visibilidade e melhoria. Para tanto, sua execução deve ser feita pelo controller.


Nesta função, o gerente de controladoria é responsável por algumas atividades essenciais. A seguir, descubra quais são as quatro principais responsabilidades do controlador da gestão de custos.




1. Identificar e mitigar os riscos


A capacidade financeira de uma empresa está diretamente ligada aos riscos. Um empreendimento com baixa liquidez e/ou alto nível de endividamento tem maiores chances de entrar em apuros, por exemplo. É função do controller analisar esses valores para identificar a situação financeira.


Ele também deve estudar o mercado no qual a empresa está. Na construção civil, o gerente de controladoria verifica quais são as tendências para o setor e os prováveis impactos nas finanças. A partir do conhecimento sobre os maiores riscos, o profissional planeja e sugere ações para reduzir as probabilidades indesejáveis.


2. Analisar o ponto de equilíbrio


Outra grande função da gestão de custos é aumentar a rentabilidade e a lucratividade e diminuir os desperdícios. Nesse quesito, uma das responsabilidades consiste em calcular qual é o ponto de equilíbrio de determinada atividade ou produto.


Basicamente, ele corresponde à necessidade de faturamento para igualar todas as despesas e os gastos. Em um projeto de construção, por exemplo, o cálculo é necessário para criar um bom orçamento e precificar corretamente as etapas.


3. Aumentar a visibilidade sobre a matriz de custos


Embora atue de forma altamente estratégica, o controller não é o único a tomar decisões. Na hora de implementar mudanças no setor de compras ou de contabilidade, é preciso contar com o apoio de outros gestores e responsáveis pela empresa. Para que todos possam fazer escolhas adequadas, é indispensável ter as informações certas.


Por causa dessa situação, o gerente deve coletar e consolidar dados sobre a matriz de despesas. Isso significa realizar cálculos do que tem sido gasto, identificar o destino dos recursos e até elaborar planejamentos de acordo com as tendências. Com esses relatórios, há um aumento de visibilidade e uma melhoria na tomada de decisão.


4. Fornecer comparativos históricos de custos


Além de tudo, outra função da gestão de custos é criar uma base e observar o que tem sido gasto nos últimos períodos ou projetos. Para compreender quais pontos mudar na próxima obra, o histórico ajuda a identificar fontes de desperdício e medidas que podem ser adotadas.


Também é um recurso para montar uma base de dados com insights e cruzamentos aprofundados de informações. Com os comparativos, o controller oferece uma visão sobre a evolução dos gastos e da economia, além de levantar os pontos que ainda exigem uma atenção especial.


A gestão de custos é determinante para o sucesso do empreendimento e, portanto, precisa de um profissional especialista. Quando o controller assume essas responsabilidades, há redução nos riscos e nos desperdícios e uma melhoria no aproveitamento financeiro.


Gostou dessas informações? Então, curta nossa página no Facebook e tenha acesso a muitas outras novidades!




0 visualização
  • Facebook - Simova
  • LinkedIn - Simova
  • YouTube - Simova

Av São João, 2504, Jardim das Colinas, São José dos Campos, São Paulo, Brasil, CEP 12242000